Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» História

Informação Sumária

 

Padroeiro: S. Martinho.

Habitantes: 514 habitantes  (I.N.E. 2011) e 480 eleitores em 05-06-2011.

Sectores laborais: Agricultura, pecuária, pequena industria.

Tradições festivas: Senhora da Cabeça; S. Martinho; S. Sebastião e S. Pedro.

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja paroquial, Santuário de Nossa Senhora da Cabeça, capela de S. Sebastião, Igreja de S. Pedro, Bacia hidrográfica do Rio Âncora e monte de Nossa Senhora da Cabeça.

Gastronomia: Enchidos de porco.

Colectividades: Clube Soutelense de Desporto e Cultura.

 

 

 
A Freguesia de Freixieiro de Soutelo, situada em pleno vale do Âncora, dista cerca de 17 km da cidade de Viana do Castelo, a sede do concelho vianense  a que pertence e, simultaneamente, a capital do distrito de Viana do Castelo.
Com cerca de 1648 ha, distribuídos entre vale e montanha, Freixieiro de Soutelo goza de terras muito produtivas que se aliam à sua grande beleza natural, tendo em conta os aspectos ribeirinhos do rio Âncora e as características próprias da arborização típica da zona montanhosa alto-minhota, onde não faltam as belezas panorâmicas daí observadas.
Os seus limites estão estabelecidos da seguinte forma: a Norte, as freguesias de Orbacém e Riba de Âncora, pertencentes ao concelho de Caminha. A Sul, as freguesias de Outeiro e de Afife. A Nascente, a Freguesia de Amonde e a  Poente Freguesia de Âncora pertencente ao concelho de Caminha e novamente a Freguesia de Afife.
A pesca artesanal, os banhos proporcionados nas praias fluviais do rio Âncora, as festas que marcam o Santuário da Senhora da Cabeça e outras tradicionais festas desta atractiva freguesia, são aspectos a ter em conta no que à cultura e turismo diz respeito relativamente a  Freixieiro de Soutelo.
 
 
Como se observa, o próprio nome ou topónimo, encerra aspectos da natureza fazendo juz à já citada arborização, muito mais abundante no passado mas ainda presente nos tempos que correm. Freixieiro, uma espécie arbórea que deriva de freixo, árvore grande, silvestre, da família das oleáceas e Soutelo que está relacionada com "souto", do latim saltu, significa "terreno povoado de castanheiros", "bosque de castanheiros”.
Tendo, como se sabe, por Orago ou Padroeiro, S. Martinho, comemorado no dia 11 de Novembro, onde a tradição do Magusto tem na castanha o mais importante personagem desta cultura gastronómica, parece-nos neste caso, que o topónimo soutelo, se justifica ainda mais na Freguesia de Freixieiro de Soutelo.
Acerca da história desta freguesia o livro “Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo” diz-nos textualmente: « É citada nas Inquirições de D. Afonso III, de 1258, sob a designação de "Freixeiro".
Na taxação, de 1320, das igrejas, benefícios e mosteiros do bispado de Tui, que faziam parte do território de Entre Lima e Minho, chamava-se "Sancti Martini de Fiixheeiro", situando-se na "terra de Vinha".
Foi-lhe atribuída a taxa de 150 libras. Gozava, pois, de boa situação económica.
No registo da avaliação, de 1546, feita no arcebispado de D. Manuel de Sousa, Freixieiro já pertencia à "terra de Caminha". O seu rendimento anual rondava os 40 mil réis.
No Censual de D. Frei Baltasar Limpo (1551-1581) aparece como uma das igrejas da Terra de Viana, da apresentação de padroeiros, pertencendo este direito, como se alude no documento, desde 1513, a Aires da Silva Regedor.
Américo Costa descreve-a como uma abadia colada da apresentação dos Condes de Aveiras, desde 10 de Fevereiro de 1776, por título passado em nome do provisor José Maria Pinto Brochado, dos condes de Aveiras.
Os foros, que os habitantes de Freixieiro de Soutelo, de São Pedro, Afife, Carreço, Âncora, Riba de Âncora e Gontinhães pagavam ao hospício ali existente, ficaram a pertencer à igreja. Esta pagava também alguns géneros à Colegiada de Santo Estêvão de Valença, ao seminário de S,.Pedro, de Braga, 633 réis (no dia de S. João) e, à câmara de Viana do Castelo 320 réis..
Em termos administrativos, pertenceu, em 1839, à comarca de Monção e, em 1852, à de Viana do Castelo.
Nos anos de 1911 a 1930 teve anexada a freguesia de São Pedro de Soutelo. Em 1936, pelo decreto-lei nº 27 424, de 31 de Dezembro, a freguesia de Soutelo foi extinta, ficando incorporada na de Freixieiro de Soutelo»
 
( Fonte consultada: Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo)
HORÁRIO DE ATENDIMENTO -...
2015-07-28 20:37:00
Festa/Romaria de Nª. Sr....
2015-04-10 18:11:00
Festa/Romaria de Nª. Sr....
2015-04-10 17:05:00 Programa
Tempo Viana do Castelo